instagramcustom

Blog Archives:

Família mosaico: como unir filhos de casamentos diferentes

Quem me acompanha já deve ter visto alguns posts falando sobre o novo conceito de família: a família mosaico.

Pra quem não sabe, família mosaico é uma nova configuração familiar, na qual o casal que se une traz junto filho, ou filhos, de relacionamentos anteriores.

Como qualquer outro relacionamento, juntar duas famílias representa desafios tanto para o novo casal quanto para os filhos. Se eles são crianças, então, esses desafios tendem a ser ainda maiores.

O segredo nessas horas é ir com calma. Uma separação pode ser traumática para todos os envolvidos no relacionamento. O ideal é não ter pressa, deixar as coisas acontecerem naturalmente. É preciso de tempo para que os parceiros se conheçam – e sobretudo suas diferenças – e que as crianças também se adaptem à essa nova configuração. Os novos “irmãos “ precisam aprender a se gostar, respeitar e conviver. E isso pode levar um tempo.

O bom e velho diálogo é fundamental: uma maneira super honesta, inclusive, de ajudar a criançada a lidar com as mudanças. Os pais devem ouvir com cuidado todos os medos e preocupações dos pequenos. Utilize as refeições para bater papo com seu pequeno. É super comum eles sentirem ciúmes. Uma dica ótima neste caso é tratar esses sentimentos com bom humor.

Lembre-se que enteado não é filho. A educação, portanto, é responsabilidade da mãe ou do pai biológico. O padrasto ou a madrasta devem apoiar, mas não interferir diretamente na relação. É fundamental o respeito mútuo dos costumes e hábitos do antigo lar.

Por fim, nós, mamães e papais, devemos incentivar o bom relacionamento entre os filhos e evitar situações que reforcem a rivalidade e a competição.

E, claro, seja amiga dos filhos do seu companheiro, mas sem forçar muito a barra, hein?

Cupcake de banana com chocolate

Olha que receita ótima de cupcake sem culpa para comer de sobremesa ou no lanchinho da tarde dessa sexta linda.

Você vai precisar de:

1 xícara de farinha de arroz
2 ovos
2 bananas
1 colher de sopa de açúcar mascavo
3 colheres de cacau em pó integral
5 tâmaras secas
5 castanhas do Pará
1 colher de sopa de fermento em pó

Como fazer?

Misture tudo no mixer, coloque nas forminhas de silicone e leve ao forno pré-aquecido por mais de 30 minutos. Quando pronto, pode polvilhar granulado para deixar mais atraente pra criançada.

Fica uma delícia!

Encarar exercício como obrigação nos deixa menos ativas!

Você se exercita porque o médico mandou ou quer caber naquele vestido MA-RA para a próxima festa?

Se a sua resposta for sim, talvez seja a hora de reavaliar, por que você está gastando horas do seu dia na academia ou para correr na rua.

Pelo menos é isso o que propõe um estudo da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, publicado na BMC Public Health. Os cientistas analisaram o que deixa as mulheres felizes e bem-sucedidas, e de que forma a atividade física interfere nisso.

A ideia é que as motivações que a gente têm na vida fazem uma grande diferença na hora de incorporar exercício físico no nosso dia-a-dia.

A pesquisa recrutou 40 mulheres, com idades entre 22 e 49 anos. 29 eram sedentárias e 11 eram muito ativas. Os achados revelaram que, em ambos os grupos, as participantes sentem-se realizadas quando se conectam com outras pessoas, estão relaxadas e livres de pressão ou quando atingem conquistas no trabalho ou em casa.

Para as sedentárias, um exercício válido é aquele intenso. Em contrapartida, elas disseram se sentir pressionadas a se movimentar para ter mais saúde ou perder peso.

Segundo o estudo, a justificativa é a ideia de que é necessário se exercitar de forma vigorosa por, no mínimo, 30 minutos para conquistar um corpo mais magro e saudável. Se você faz parte desse time, a boa notícia é que existem planos com vigor e períodos menores, com ótimos resultados para o corpo, mente e saúde.

Já as mulheres que se exercitam com frequência demonstraram uma visão mais amigável e flexível dos exercícios.

Quem não é muito amiga da atividade física pode adotar alguns com truques. É preciso, primeiro, encarar o treino como renovação e não exaustão. Mexer pode – e deve – ser algo bom de se fazer. Eu já dei algumas dicas de como treinar sua mente para deixar o treino mais agradável, lembram?

Além disso, o exercício físico é uma forma super gostosa de se conectar com outras pessoas. Sem contar, que a sensação de ter conquistado algo é indescritível. E, sim, isso pode se transportado para todas as esferas da sua vida.

VPP apoia: Mamãe Saudável

Olha que evento legal para as mamães que ficaram em BH nesse feriadão prolongado.

O blog Saia da Inércia e a BePro Treinamento Esportivo estão promovendo neste sábado, o Mamãe Saudável.

O evento pretende ajudar vocês, mamães, a pensarem um pouquinho mais em si mesmas, e por isso, vai proporcionar uma manhã super agradável para que possam se cuidar.

Os professores da BePro montaram uma aula de ginástica funcional usando o carrinho de bebê. Assim, você não precisa ficar longe dos seus filhotes e, eles ainda se divertem. Vale qualquer tipo de carrinho, hein?

O treino funcional é só um dos atrativos do evento. Quem se inscrever ganha caneca, chaveiro e sacola exclusivos do Mamãe Saudável, além de alguns presentes dos patrocinadores e parceiros.

Para a diversão da criançada, tem os monitores da Planeta Imaginário e aula de coordenação motora com os professores da Bodytech. Pode levar o maridão e acompanhantes para darem suporte e aproveitam tudo o que foi preparado com tanto carinho para esse dia especial.

Para relaxar, tem massagem corporal e facial.

Uma das preocupações dos organizadores é não deixar ninguém com fome. O kit tem biscoito funcional e também dá direito a uma salada de fruta. Ainda vai ter degustação de salada no pote, degustação de energético e de café, além de sanduíche para todo mundo.

Ainda não acabou: vai ter sorteio de brindes para as crianças e as mamães. Já imaginou ganhar uma máquina de café? Um mês grátis de aulas de tênis? Um miniday spa para relaxar? Roupas para incentivar a malhar? E tem mais!

Mamãe Saudável 

Data: 18 de junho, às 8h
Horário: a entrega dos kits começa às 8h e o treino funcional às 8h30.
Local: Fly Sports, Av. Rua Jornalista Djalma Andrade, 160, Belvedere, BH/MG.
Ingressos:  R$ 50,00 + taxa (R$5,00), venda pelo Sympla

Ação social bônus: para retribuir todo esse carinho, os organizadores pedem que cada mamãe leve roupas e/ou brinquedos novos ou usados para doação. Eles serão entregues aos Vingadores do Bem, uma iniciativa de super-heróis que vão distribuir as doações para quem precisa.

 

20 perguntas mais legais do que “Como foi o seu dia hoje?”

falei várias vezes sobre a importância de ficarmos mais perto dos nossos filhotes. Hoje quero compartilhar com vocês, mamães, algumas dicas que andei lendo recentemente sobre o diálogo com nossos pequenos.

Existem jeitos muito mais legais de iniciarmos uma conversa com a criançada do que a clássica – e óbvia: “Como foi o seu dia hoje?”.

1. O que te fez ficar feliz hoje?
2. Você viu algum coleguinha fazendo alguma coisa ruim? O quê?
3. Qual a brincadeira preferida dos seus amiguinhos na hora do recreio?
4. Alguém precisou da sua ajuda hoje? Como foi poder colaborar?
5. Com quem você se sentou na hora do recreio?
6. Teve alguma lição que você não entendeu muito bem?
7. Você curtiu a merenda? Do que mais gostou? Do que não gostou?
8. Você dividiu seu lanche com alguém? Alguém dividiu com você?
9. Qual a regra tem sido mais difícil cumprir na escola?
10. Tem alguma coisa te preocupando que você gostaria de compartilhar comigo?
11. Do que você mais gostou de aprender hoje?
12. Mostre alguma coisa que eu não sei.
13. Alguém levou bronca da professora?
14. Você fez perguntas para a sua professora? O quê?
15. Do que você mais gosta na escola?
16. E do que menos gosta?
17. O que faz você se sentir orgulhosa de si mesma?
18. Algum coleguinha chorou? Por quê?
19. Alguém fez algo muito hoje, que você tenha ficado super admirada?
20. Se você pudesse mudar alguma coisa no dia de hoje, o que seria?

Já pensou que nem toda criança gosta de responder como foi o dia na escola. Ou ainda que se você perguntar sempre a mesma coisa vai obter a mesma resposta sem graça e emoção?

Comecei a fazer essas perguntas para a Júlia recentemente e o resultado tem sido surpreendente. Muito mais empolgante e estimulante tanto para ela quanto para mim, que estou descobrindo coisas ótimas dela.

Esse é só um guia para você exercitar com seu filho, mas as possibilidades são infinitas e as respostas incríveis. É só usar um pouquinho da sua criatividade. E sim: não existe hora e nem lugar para iniciar uma conversa. Pode ser depois da escolinha, da natação, do balé, na hora do almoço ou do jantar. O que vale é dialogar e, sobretudo, se interessar pela vida do seu pequeno.

Gravidez e alimentação saudável

Não é só o tamanho da barriga que muda com a gravidez. O corpo da mulher começa a funcionar de um jeito diferente. Para manter todas as alterações e desconfortos sob controle, o ideal é levar uma vida saudável com uma alimentação equilibrada. Melhor para o seu bem-estar e do bebê, tanto durante a gestação quanto pós parto.

Azia, enjôo, mal estar são situações enfrentadas pela maioria das grávidas. O desconforto, felizmente, pode ser aliviado com porções menores de comidas e intervalos mais curtos entre uma refeição e outra.

O ganho de peso é inevitável, mas pode ser feito de forma sustentável. Os nutrientes e vitaminas são muito mais importantes que calorias. Invista em hortaliças, fontes de gorduras boas e feijão com arroz integral, combinação rica em aminoácidos. Para quem já engravidou com uns quilinhos a mais, o ideal é segurar a onda com os desejos.

A hidratação é super importante, sobretudo, porque ajuda a diminuir o inchaço, melhora a circulação e evita a infecção urinária, tão recorrente nesse período. Fique longe dos industrializados o máximo que conseguir, e controle o consumo do açúcar.

Algumas dessas recomendações eu segui, outras confesso que falhei feio, sobretudo exagerando em alimentos pouco saudáveis.

Garanto que se eu tivesse levado a sério todas essas regrinhas, minha vida pós teria sido um pouco mais fácil. Com você pode ser diferente. Lembre-se: o resgate da sua autoestima pode acontecer ainda na gravidez.

Como não engordar no fim de semana

O jeito que você se comporta no fim de semana pode resultar em uns quilinhos a mais.

Você é daquelas que se jogam no sofá – ou até na cama – para fazer maratona da sua série preferida na Netflix?

É super tentador aproveitar os dias de folga para ficar deitada descansando, mas quando isso se torna um hábito, as chances do ponteiro subir são imensas. Levante-se, mexa-se. Reserve nem que seja uma horinha do seu dia para correr, caminhar ou pedalar.

A situação fica ainda pior se a maratona for acompanhada de guloseimas. Quando bater a fome, escolha opções mais amigáveis e concentre-se no que está comendo para não exagerar a mão, hein?

Dormir muito mais do que você está acostumada também pode afetar a produção de hormônios responsáveis por controlar o apetite. O resultado: mais apetite por chocolate, sorvete e pizza. Durma por, no máximo, duas horas além do habitual.

Enfiar o pé na jaca e comer e beber tudo o que você evita durante a semana é outro péssimo hábito.

Lembre-se: você tem que incorporar um estilo de vida em que priorize uma alimentação sempre saudável e não totalmente restritiva. Do contrário, o cérebro pode aumentar o seu desejo por comida, favorecendo o consumo nos momentos de relaxamento.

Escolha uma refeição em todo fim de semana para comer seu doce ou prato preferido.

Mais um feriadão está chegando por aí. Quais vão ser suas escolhas?

Planeje-se para nunca se atrasar

Você nunca consegue chegar na hora certa? Pior ainda: você não sabe porque isso acontece.

Está na hora de se planejar e dar um jeito nessa falha.

Além de ser falta de educação, nada mais chato do que ficar tensa com o atraso e chegar toda esbaforida em seus compromissos.

Quanto tempo você demora para se vestir? Quantos minutos são dispensados para escolher a roupa? Em dias mais inspirados, você deve demorar menos. Em dias ruins, muito mais tempo.

O segredo é deixar o look separado na noite anterior. Há pessoas, inclusive, que já deixam preparadas no domingo todas as roupas que vão usar durante a semana.

Um hábito de pessoas pontuais que você pode se inspirar é contar os minutos que leva para fazer todas as atividades diárias. Até mesmo aquelas mais corriqueiras, como tirar o carro da garagem ou pegar o ônibus.

Pode parecer simples: mas os três minutinhos que você gasta para estacionar, por exemplo, contam muito na somatória geral de tempo.

Depois disso, é só usar a Lei de Murphy a seu favor. Calcule o seu tempo, contando que pode acontecer algo que te faça atrasar. Se você fizer isso, vai chegar na hora ou até com uns minutinhos de sobra.

Para não se esquecer dos compromissos, tenha uma agenda e faça uma lista de tudo o que precisa fazer.

Aprenda a dizer não. Se você aceitar tudo aquilo que te pedem durante o expediente, vai acabar esquecendo ou atrasando o que tinha para fazer antes. Organize-se e atenda a esses pedidos fora da agenda diária posteriormente.

E vocês, meninas, têm alguma dica para não se atrasar? Compartilhe comigo!

Esportes nos aproximam dos nossos filhos

Praticar esportes junto com nossos pequenos é super positivo para a convivência familiar.

O momento lúdico de pura descontração ajuda a estreitar a relação com a criança, por meio de conversas e ensinamentos.

Além de fortalecer a relação familiar, o esporte também ajuda a criança a conhecer seu corpo, a explorar o espaço e a natureza. E mais: praticar atividade física desde cedo é garantia de desenvolvimento de diversas áreas do cérebro. As crianças exercitam a coordenação motora, concentração e disciplina.

Quando é incentivado, acompanhado e praticado junto conosco tudo isso se multiplica. Afinal de contas, os pequenos nos vêem como referência e acabam inspirando em nossos hábitos.

Só não vale obrigá-los a fazer algo que não gostem e transformar o esporte em uma competição. Caso contrário, você pode acabar criando uma situação super desconfortável.

A atividade física deve se associar a momentos de prazer, mesmo que necessite esforço e concentração. Veja o que seu filho mais gosta. Vale bola, natação, bicicleta… Desde que, é claro, leve em conta a idade da criança na hora de escolher o exercício.

Vocês vão adorar. Além disso, o esporte é um excelente caminho para seu filho entender que perder faz parte da vida e que as vitórias devem, sim, ser valorizadas.

Mais ânimo em dias ruins

Tem dias que a gente acorda meio pra baixo, sem muito ânimo até mesmo para fazer as coisas que mais gostamos. Super normal. O que não podemos é nos conformar com o mau humor, e transformar aquele dia em um verdadeiro inferno.

Para driblar o desânimo, o jeito é explorar aquilo que fazemos de melhor: cozinhar, escrever, dançar…Isso ajuda a nos valorizarmos, e ainda deixa a autoestima lá nas alturas.

Exercitar é tiro e queda contra o mau humor. Correr, pedalar ou praticar a nossa atividade física preferida é garantia de suor, mais endorfina na corrente sanguínea e muito bom humor.

Se o desânimo vier acompanhado de cansaço físico, uma boa pedida é marcar uma massagem ou brincar com um pet. Encontrar um amigo ou amiga que não vemos há tempos e colocar o papo em dia logo depois daquele dia chato também super ajuda a relaxar.

Podemos aproveitar esses dias ruins para colocar um ponto final em algo pendente há muito tempo. Resolver um conserto em casa, levar roupas para a doação, organizar o armário…Todas essas atividade dão um gostinho satisfação e de ter o controle sobre a nossa própria vida. Experimente.

  • Site desenvolvido por Agência Vetta