instagramcustom

Blog Archives:

Brincadeira de criança

Se você não curte muito o ambiente da academia ou anda meio cansada de fazer a mesma atividade física todo santo dia, experimente as brincadeiras da sua infância.

Isso mesmo! Bambolê, peteca, saco de batata e até o pogobol são ótimos acessórios para queimar gordurinhas indesejáveis, acelerar o metabolismo, melhorar a coordenação e deixar o reflexo afiadíssimo. Você chega a gastar 600 calorias em uma hora de pura diversão.

Pular corda ou sobre o pogobol aumenta a frequência cardíaca tanto quanto a corrida. Já o bambolê trabalha a força do abdômen assim como as abdominais, e a peteca ajuda a deixar os reflexos e coordenação motora em dia.

Os exercícios lúdicos também proporcionam benefícios para a mente, já que trabalham a agilidade e a concentração.

Você vai suar sem fazer cara feia, e ainda pode chamar a criançada para participar junto deixando o momento ainda mais divertido e agradável.

Por que treinar pela manhã?

Quem me conhece ou acompanha as redes sociais do Vida Pós Parto, já sabe que eu adoro me exercitar pela manhã.

Praticar uma atividade física logo ao acordar me dá uma dose gigantesca de disposição para encarar tudo o que vier pela frente durante o dia. Também é um jeito de manter a disciplina, já que no fim da tarde ou à noite pode bater aquela preguiça monstra de malhar.

Além de manter a consistência e o ânimo sempre em alta, descobri que treinar logo cedo faz super bem para o nosso corpo e saúde.

Malhar de manhã regula os hormônios

Os níveis de cortisol, o hormônio do stress, atingem seu pico pela manhã. Exercitando logo cedo, a gente o mantém sob controle e começamos o dia com pique total para cumprir todas as nossas tarefas.

Alivia as dores no corpo

Se você dormiu de mal jeito e acordou sentindo um incômodo nas costas ou no pescoço, a atividade física ajuda a dar uma aliviada já que trabalha os músculos da região. Só não vale pegar muito pesado nesses dias.

Além disso, o exercício físico ajuda na circulação do sangue e nos deixa bem mais fortes para caminhar, agachar, subir escadas e outras atividades que podem ser extremamente desgastantes para quem é sedentário.

Os horários das refeições ficam mais organizados

Acordar e preparar o pré e o pós-treino faz com que você desenvolva uma consciência maior em relação às outras refeições do dia. A tendência é a gente pensar duas vezes antes de cometer alguma orgia gastronômica que comprometa todo o esforço feito logo pela manhã.

É claro que essas são apenas algumas motivações para você se exercitar logo cedo. Isso não significa, entretanto, que seja errado ou faça mal treinar em outros horários. Se você se adapta melhor praticando esportes à noite ou só tem tempo na hora do almoço, ótimo! Não há nada de errado. O ideal é você fazer o que se sentir melhor. Só não vale ficar parada.

Exercitar ao ar livre é pura satisfação!

Você não curte muito se exercitar? Só de pensar naquele ambiente fechado e repleto de aparelhos de uma academia dá vontade de fugir pra bem longe? Movimente-se ao ar livre!

Correr ou pedalar em um parque ou rua arborizados vai fazer você tomar gosto rapidinho pela atividade física.

Além de queimar calorias, melhorar o desempenho e fortalecer o coração, exercitar ao ar livre traz um benefício único e indescritível: satisfação com a vida!

Uma pesquisa da Universidade Estadual do Oregon, nos Estados Unidos, aponta que o nosso bem-estar aumenta quando nos conectamos com o meio ambiente. É que se aproximar da natureza dá uma sensação incrível de acolhimento e leveza. Isso vale para parques, praças, montanhas, trilhas e até na praia, se você tem a sorte de morar no litoral.

O mais legal de tudo é que a rua e a natureza são super democráticas. Você não paga nada para desfrutar do espaço e, ainda pode escolher a sua atividade física preferida para praticar.

Não curte correr? Dá pra pedalar. A bike não é muito sua praia? Tem patins e skate. Tá afim de puxar ferro? Algumas praças, sobretudo aqui em BH, colocam à disposição dos moradores alguns aparelhos para malhar os músculos.

O mais legal de tudo é que ainda dá para você convidar os amigos e a família para exercitar junto e deixar o momento ainda mais agradável e divertido. Você só vai precisar de um tênis e uma dose de disposição.

6 dicas para quem está sem tempo de exercitar

Quem é mãe, dona de casa, empreendedora ou trabalha fora sabe o quanto pode ser difícil encaixar uma horinha para se exercitar. Em meio à tanta tarefa pra fazer, além de tempo, pode faltar até ânimo para ir à academia ou correr na rua.

Só que a atividade física faz um bem danado para a nossa autoestima, sobretudo, na vida pós parto. É um momento que tiramos para cuidar de nós mesmas, e ficar mais forte para superar desafios. Pensando nisso, resolvi compartilhar com vocês, mamães, algumas dicas para incluir o esporte no seu dia-a-dia.

Crie metas possíveis
Você não precisa ser a rata da academia. Estabeleça metas fáceis de cumprir. Um exemplo básico: comece a se exercitar por meia hora três vezes na semana naqueles momentos do dia em que estiver mais folgada.

Quem trabalha fora, por exemplo, pode fazer uma caminhada ou corrida pela manhã, logo ao acordar. As mamães empreendedoras individuais ou donas de casa podem deixar a atividade física para quando as crianças estiverem no colégio, ou no fim do dia.

Está difícil matricular em uma academia?
Caminhada, corrida, dança, bicicleta… Você só precisa de tênis e disposição para praticar qualquer uma dessas atividades. Uma dica: existem aplicativos com dicas ótimas de exercícios que podem ser feitos em casa.

Negocie um tempo para você
Que tal combinar com seu companheiro (aqui vale para outras pessoas que moram na mesma casa) um tempo para ele cuidar do seu filhote enquanto você vai se exercitar?

Inclua a criançada na atividade física
Existem vários exercícios que você pode colocar a criançada para fazer junto: dançar, pular cordas, bolas e bambolês. Garanto que seu pequeno vai amar curtir esse momento com você. A Júlia adora participar dos meus treinos ao ar livre no fim de semana.

Seu filho ainda é neném? Não se preocupe, você pode fazer uma corrida ou caminhada de carrinho. É super divertido!

Largue o celular
Sabe aquele tempo que você gasta olhando as redes sociais? Então, é suficiente para fazer uma caminhada na praça mais próxima. Convide uma amiga para ir junto. Vocês vão se incentivar.

Exercite nas folgas ao longo do dia
Para manter seu corpo em movimento, vá a pé para o serviço se possível, estacione ou desça alguns pontos antes, use a escada ao invés do elevador e alongue enquanto trabalha.

Que tal colocar em prática hoje mesmo essas dicas? Garanto que, em pouco tempo, você vai tomar gosto pela coisa e vai encarar o dia-a-dia com muito mais disposição.

Tem alguma outra estratégia para driblar a falta de tempo e se exercitar? Compartilhe comigo!

Música para estimular a atividade física

Está difícil de se exercitar agora no inverno? Aí vai uma dica ótima para manter a empolgação com a atividade física em alta nesses dias mais frios: ouça música.

A playlist que você escuta enquanto malha afeta o seu desempenho positivamente. Vários estudos comprovaram que as vibrações da música atuam diretamente no cérebro, bloqueando a dor. E o melhor: ela aumenta em até 15% o rendimento durante o treino. Além disso, ainda existem músicas que diminuem os batimentos cardíacos e controlam a pressão arterial.

Detalhe: as músicas devem ser escolhidas de acordo com o tipo de exercício que você vai praticar. Para o aeróbico, como corrida e bike, prefira algo mais dançante. Já para a musculação, vale a pena investir no bom e velho rock and roll.

Acesse o SoundCloud, do Vida Pós Parto, e descubra uma playlist para treinar ainda mais animada.

Qual a trilha sonora perfeita para o seu treino? Compartilhe comigo!

Empodere sua mente na academia

Correr, pedalar, puxar ferro, fazer abdominal ou se exercitar com TRX pode ser dolorido. Sem contar que nem sempre estamos com toda aquela disposição do mundo para treinar.

Ver TV, passear ou dormir pode ser muito mais agradável que fazer dez repetições de agachamento, por exemplo.
Ao invés de torcer para o exercício acabar logo, que tal mudar seu pensamento?

Veja algumas dicas para empoderar sua mente, trocando a bad vibe por ideias mais alto-astral.

“Hoje vou dar o meu melhor na academia”
Isso também vale para a corrida, natação ou qualquer outra atividade física que você pratique. Concentre-se em fazer a melhor execução possível. E sim: comemore que você está se mexendo, principalmente, naqueles dias em que a animação não está tão em alta assim.

“Já estou melhor do que eu era”
No começo, pode parecer impossível fazer uma barra ou correr por mais de 10 minutos direto sem cansar. Felizmente, com o passar do tempo, tudo tende a ficar bem mais fácil. Lembre das suas dificuldades iniciais, o quanto você já progrediu e comemore suas conquistas. Isso vai te motivar ainda mais. Garanto!

“Quando cumprir meu objetivo, ficarei tão feliz”
Esqueça a preguiça e mentalize você atingindo a meta tão esperada: seja cruzar a linha de chegada de uma corrida ou vestir aquela calça que há tempos não servia. O cérebro vai acionar o comando e você vai se sentir super energizada para se exercitar. O exercício ficou difícil? Coloque uma música para distrair.

“Estou mais próxima do meu corpo a cada dia de treino”
Cada esforço que fizer mais perto dos seus objetivos você vai estar. Troque pensamentos negativos como “Não quero ficar acima do peso”, por “Estou alcançado um corpo saudável”.

E, vocês, meninas, têm algum pensamento ou truque para controlar a mente de vocês e garantir pique total na hora de se exercitar? Compartilhe comigo. Vamos trocar ideia!

10 minutos de escada é garantia de energia

Você, assim como eu, tem a impressão que fica muito mais disposta depois de se exercitar? A sensação é real. E mais: foi comprovada cientificamente.

Um estudo da Universidade de Geórgia, nos EUA, feito com 18 mulheres jovens provou que 10 minutos subindo degraus aumentou a energia das participantes mais que a quantidade de cafeína contida em meia xícara de café. Surpreendente, não é mesmo?

Para participar do estudo, as mulheres dormiram por no máximo 6 horas e meia por noite, responderam perguntas sobre motivação e realizaram testes cognitivos que mediram memória e atenção. Só, então, elas receberam uma pílula placebo com farinha, uma pílula com 50 gramas de cafeína e subiram degraus por 10 minutos.

Foram feitos novos questionários e testes cognitivos 30 minutos e 50 minutos depois do exercício ou da ingestão dos comprimidos. A experiência foi repetida em outras duas oportunidades durante três dias, para garantir que cada participante experimentasse diferentes condições físicas.

A descoberta foi incrível. Subir escadas garantiu níveis muito mais elevados de energia do que as pílulas de cafeína.

Ou seja, a atividade física é o segredo para começar o seu dia com pique total, e até render mais depois de uma noite mal dormida. Muito mais saudável, inclusive, que correr toda hora para a máquina de café.

Depois de ler esse texto, você nunca mais vai querer parar de correr

Corredores vivem, em média, três anos a mais do que quem não corre. Melhor: não é preciso correr rápido ou por muito tempo para sentir os benefícios da corrida. Quem prova isso é um estudo da Iowa State University publicado no The Guardian.

A relação entre tempo de atividade e ganho de vida é incrível: uma hora correndo representa sete horas de vida a mais. Legal, certo?

Outro levantamento da pesquisa mostra que 5 a 10 minutos de corrida, a menos de 9,5 km/h, são suficientes para manter a saúde do coração em dia, reduzindo o risco de doenças.

Isso tudo sem contar que corredores têm níveis muito mais altos de aptidão aeróbica e índices baixíssimo de gordura corporal. Excelente para quem quer emagrecer ou manter o corpo sempre em forma.

Ah, a circunferência abdominal dos corredores é mais fina do que sedentários ou quem pratica outros esportes. Vale lembrar que, além de esteticamente ser mais bonita, uma cintura mais fina e barriga mais enxuta são parâmetros usados por médicos para medir os riscos de doenças cardiovasculares.

O que você está esperando para correr? A dica do tênis e da meia eu já dei aqui.  Só falta agora você colocar esse corpo para mexer.

Mais tempo para malhar

Você é daquelas que coloca a falta de tempo como o principal motivo para não se exercitar? Isso pode ser apenas uma desculpinha boba para fugir da atividade física.

Garanto que se você se esforçar um pouquinho, vai conseguir encaixar os treinos no seu dia-a-dia. E mais: não vai querer nunca mais parar.

Separar meia horinha para cuidar do seu seu corpo, de três a quatro vezes por semana, nem é tão difícil. É só se planejar.

A falta de tempo pode ser compensada com o aumento da intensidade do treino. Ao invés de correr por uma hora em ritmo confortável, você pode correr por meia hora em ritmo intenso ou intervalado. Converse com seu instrutor ou personal.

Se você passa muito tempo na rua ou viaja bastante, leve sempre uma bolsa com tênis e roupa de ginástica. Quando conseguir um tempo livre na agenda, é só correr para academia.

Tudo fica mais fácil se o local que você escolheu malhar fica próximo à sua casa ou trabalho. Assim, o trânsito, a chuva e até a correria do dia-a-dia não viram obstáculos.

Já pensou em colocar um pouquinho mais de movimento nas suas atividades cotidianas? Você pode ir a pé para o supermercado, ir de bike para o trabalho, alongar no escritório, descer do ônibus alguns pontos antes e até trocar o elevador pela escada. O bumbum agradece!

Tenha metas de treinos – emagrecer, controlar a ansiedade, aliviar o stress – e estabeleça frequência que consiga cumprir. Tudo fica mais fácil quando os objetivos são bem definidos.

O que comer antes de malhar?

O que comer e quanto tempo antes de malhar eu devo comer? Essas são as principais dúvidas de quem pratica atividade física regularmente.

O principal objetivo da refeição pré-treino é fornecer energia para se exercitar seja levantando peso ou praticando algum aeróbico.

Por causa disso, o ideal é se alimentar de um jeito equilibrado, priorizando os carboidratos de índice glicêmico médio ou alto e de fácil digestão. A batata doce, tapioca, mandioca e frutas são opções super saudáveis e agradáveis nessas horas. Lembre-se de consumir junto uma proteína magra, como frango, iogurte ou queijo branco.

É ideal esperar pelo menos 30 minutos entre a refeição e o treino para que o estômago muito cheio não prejudique o seu rendimento e, sobretudo, para aproveitar o máximo possível dos nutrientes ingeridos.

Eu vou à academia pela manhã, e espero um intervalo de até 40 minutos entre o café e o treino. Tapioca com ovos, cottage e um café preto forte está entre os meus pré-treinos preferidos.

Se você ainda não descobriu qual a melhor opção para você, a dica é procurar a ajuda de de um nutricionista ou nutrólogo.

  • Site desenvolvido por Agência Vetta