instagramcustom

Blog Archives:

Alimentação Saudável nos EUA

Engana-se quem pensa que é impossível comer saudável nos Estados Unidos. Apesar de ser um país com alto número de obesos, nem só de hambúrguer vive o americano. Dá pra se alimentar bem e barato por lá.

Prova disso é que, durante os 20 dias em que estive lá – praticamente vivendo como uma nativa – consegui seguir minha rotina alimentar com bastante facilidade. O principal segredo para manter o foco é preparar a própria comida em casa. Não estou dizendo, é claro, para você ficar escrava da cozinha e deixar de aproveitar a gastronomia local. Mas para quem fica muitos dias, cozinhar pode ser uma bela estratégia para não se jogar nas junkie foods e até poupar uma graninha.

Se você tiver fogão, tudo fica mais fácil. Caso contrário, não é nem de longe um obstáculo. É só comprar frutas, verduras, iogurtes, cereais, saladas prontas e até ovo cozido (algo super comum nos Estados Unidos). Apesar de frutas e verduras orgânicas serem um pouco mais caros que os industrializados, os preços ainda são bem mais vantajosos que no Brasil.

Detalhe: as porções são exageradas. E geralmente pão integral e iogurte têm muito mais proteína do que os nossos produtos.

Os Estados Unidos também oferecem vários mercados saudáveis. O mais famoso deles é o Whole Foods, que é o ideal para comprar verduras, legumes, frutas e produtos mais específicos. O preço é um pouco mais caro. Portanto, para itens mais básicos, prefira o bom e velho supermercado próximo de casa.

Quem quiser manter o foco quando almoçar ou jantar fora, é só fazer as escolhas certas. Uma boa notícia é que todos os restaurantes contam com opções saudáveis, com saladas e menu light ou healthy.

Sair da linha de vez em quando é gostoso, e necessário. Não é um Hambúrguer suculento que vai colocar toda a dieta a perder. Então, aproveite a culinária sim. Com equilíbrio, tudo pode!

Como planejar a alimentação para a semana?

Quem me segue no Instagram, sabe que recentemente fiz o desafio #BHFIT, da CrossFit BH. Depois de um mês, saí da zona de conforto, deixei as escapulidas e a autossabotagem de lado e voltei ao foco total. Reduzi vários alimentos nocivos, inclui outros e, hoje, tenho ainda mais certeza que uma alimentação saudável nos faz colher bons resultados na saúde, corpo e mente. Enfim: é um dos principais segredos para vivermos melhor.

Foi com o desafio que voltei com um hábito super positivo que tinha deixado há algum tempo por pura preguiça e cansaço: fazer minha própria comida e levá-la para os compromissos do dia-a-dia. E é sobre isso que gostaria de falar hoje: como planejar a sua alimentação.

Comer fora uma vez ou outra, tudo bem. Principalmente, quando se trata de um jantar ou almoço especiais. Todos dias, entretanto, cansa! Pior: pode fazer mal e engordar. Quando a gente faz nossa própria comida, temos mais controle da qualidade dos alimentos e quantidade de tempero e gordura. Sem contar que fazemos tudo do jeitinho que nosso paladar pede. Nada mais saboroso!

Planeje sua refeições e ganhe tempo!

Geralmente, eu uso o sábado ou domingo para planejar tudo o que vou comer durante a semana. Depois, é hora de colocar a mão na massa e cozinhar. Inclusive, convido a Juju para colocar o avental e preparar as refeições comigo. Assim, eu ainda aproveito para conscientizá-la desde cedo sobre a importância da alimentação saudável.

Depois de cozido, separo tudo em potes nas quantidades certas que vou precisar em cada dia e levo ao congelador. As ervas e os temperos frescos para dar um sabor especial à comida, eu deixo para colocar no dia em que vou comer.

O que comer?

Comida de verdade! As suas refeições devem ser recheadas de alimentos naturais e – nada – refinados ou processados. Lembre-se de sempre colocar um carboidrato (dê preferência aos integrais!) 1 proteína magra (frango ou peixe para o almoço/jantar e queijo branco para os lanchinhos intermediários), folhas e legumes variados (os da estação são sempre as melhores pedidas), frutas e castanhas (para quando a fome bater). Tudo muito simples, não é mesmo?

Com tudo programado e planejado, fica fácil você levar a comida para o trabalho e outros compromissos do dia-a-dia.

Inspirações para você levar na marmita 

  • Biscoito de arroz recheado com manteiga de amendoim
  • Tapioca recheada com geleia sem açúcar
  • Fatia de queijo branco (ou fruta) e castanhas
  • Omelete de tomate e manjericão

Sorvete FIT de Banana com Pasta de Amendoim

Dá para aproveitar o calor e comer sorvete sem culpa na consciência sim! E mais: dá pra fazer uma receita fit tão saborosa quanto as versões tradicionais. Experimente o Sorvete de Banana com Pasta de Amendoim. Depois me conta se valeu a pena.

Você vai precisar de:

  • 2 bananas congeladas picadas (Congele a banana quando estiver bem madura, hein? Aliás esse é um jeito ótimo de combater o desperdício);
  • 1 colher de sopa bem generosa de pasta de amendoim;
  • 3 colheres de sopa de leite de coco (Não precisa ser light. A gordura do coco é do bem);
  • 2 colheres de leite vegetal de amêndoas pra dar um gostinho;
  • Canela a gosto

Como fazer?

Bata tudo em um processador até ficar bem cremosinho. Coloque no congelador por 35 minutos e deguste em seguida.

Aproveite o fim de semana e coma sem culpa. Tenho certeza que até a criançada vai amar.

Sobremesa sem culpa: Mousse de Maracujá

A temperatura esquentou e, em breve, o verão chega com tudo por aí. A vontade de saborear um picolé ou sorvete só tende a aumentar nessa época do ano. Pra você que quer se deliciar com uma sobremesa gelada, gostosa e sem culpa, vai aí a receito do Mousse de Maracujá.

Você vai precisar de:

  • 1 xícara de polpa de maracujá
  • 200 ml de leite de coco integral
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha
  • 2 bananas maduras

Como fazer?

Descasque e congele as bananas durante a noite. Depois, misture todos os ingredientes em um processador de alimentos até ficar cremoso. Coloque em tacinhas, leve ao congelador e aprecie sem culpa.

Dica bônus: acrescente dois scoops de whey protein sabor baunilha para deixar a mousse mais proteica, e como depois de se exercitar.

  • Site desenvolvido por Agência Vetta