instagramcustom

Blog Archives:

Você feliz com seu corpo

Quem nunca se sentiu insatisfeita com o corpo, cabelo ou rosto? Garanto para você que já teve momentos que até as musas fitness, como a Bella Falconi ou a Gabriela Pugliesi, se olharam no espelho e não gostaram do que viram.

Felizmente existem algumas estratégias – comprovados cientificamente inclusive – para a gente melhorar a nossa aceitação, e até apreciar aqueles detalhes que nos fazem únicas nesse mundo.

Você tira um tempinho para se olhar, sentir e ouvir seu corpo? Parar por cinco minutos, respirar e inspirar é uma maneira super eficaz e gostosa de entrar em contato consigo mesma.

Outra técnica ótima é passar hidratante em frente ao espelho, observando cada detalhe do corpo. O contato sensorial aliado ao visual nos ajuda a aceitar melhor nossas formas. E quando isso acontece, fica até mais prazeroso lidar com os pontos negativos.

Por falar em espelho, você pode aproveitar o momento para brincar na frente dele. Não há nada de errado em fazer poses e caras e bocas para você mesma. Pode até parecer bobagem, mas inconscientemente, esse truque ajuda a aumentar a autoconfiança.

Claro: cuidar da aparência é super importante. Fica muito difícil se sentir bem com o cabelo feio e a unha estragada, certo? A vaidade reflete a nossa autoestima e o jeito que a gente se relaciona com o mundo. Cuide-se.

Fique perto de pessoas seguras e positivas, que esbanjam alegria por onde passam. Elas acabam nos contagiando também.

Ao invés de focar naquilo que você não gosta, inverta o jogo. Concentre-se nos pontos positivos e no que tem de melhor. Cada pessoa é diferente e bonita à sua maneira. Olhe-se com carinho e respeite a sua particularidade.

Lembre-se: não adianta tentar incorporar uma alimentação saudável e praticar atividade física, se você não se ama.

Pesar todo dia é cilada!

Quem disse que subir na balança todos os dias é um bom caminho para o emagrecer está redondamente enganado. Muito pelo contrário: pesar todo dia pode ser uma grande cilada.

Nós mulheres sofremos com a oscilação de peso por questões hormonais, retenção de líquido e até acúmulo de glicogênio. Uma variação de até 2 Kg ao dia (pasme!) é normal, e em nada tem a ver com engordar ou emagrecer.

Sem contar que engordar é ganhar gordura, enquanto emagrecer é o contrário. Você pode pesar 5 Kg a mais e ter emagrecido, caso estes quilos sejam de massa magra. A balança, por sua vez, não mostra isso. Ela nos revela apenas o peso, que é bem diferente de composição corporal.

Métodos como a bioimpedância e a dobra cutânea também têm suas limitações: o jeito que o avaliador escolheu tirar as medidas e a nossa condição física naquele momento.

Pare, portanto, de se pesar. Isso pode até deixar a gente mais ansiosa e neurada.

Se eu não pesar, como vou saber se emagreci? Existem jeitos muito mais simples e que podem ser feitos em casa mesmo.

O espelho e as roupas nunca mentem. Se você está se vendo mais magra e se as roupas estão largas é porque, de fato, você perdeu medidas.

Quando as pessoas disserem que você está mais magra, pode acreditar nelas. Existe, sim, alguma coisa diferente em você.

O método mais eficaz, o meu preferido, no caso, e que sempre recomendo às minhas clientes no Coach, é a foto. Oriento a tirá-las no intervalo de 15 dias, na mesma balança, mesmo horário e com a mesma roupa e luminosidade. Depois é só compará-las, fazendo a montagem uma do lado da outra: frente com frente, costas com costas, lado direito com lado direito e vice-versa.

Se um desses métodos funcionarem é porque o seu processo de mudança de hábitos está valendo a pena. Siga firme e forte!

Autosabotagem é a principal inimiga da dieta

“Faço dieta, não como quase nada e não consigo emagrecer.” Que atire a primeira pedra quem nunca disse ou ouviu essa frase.

Se você está em dia com sua saúde, seguindo a dieta certinho e ainda assim não está alcançando resultados positivos, talvez seja hora de se ligar em suas atitudes. Você pode estar se sabotando sem nem ao menos perceber.

É muito comum cometer pequenos deslizes usando argumentos vazios de que “eu segui tudo certinho, então hoje eu posso”, “é fim de semana”, “um dia só não faz mal”. Realmente, não vai ser um dia que vai colocar a dieta a perder. O problema é que as pessoas que mais se queixam de não emagrecerem são aquelas que mais abrem exceções, e não têm consciência de todas as escapadas ou de tudo o que comem.

Infelizmente, são esses deslizes que comprometem o processo, anulando todo o esforço e resultado obtidos até o momento.

Muito mais do que o ganho de peso ou a dificuldade para emagrecer, o fracasso também produz algo muito pior: a sensação de incapacidade, fazendo com que desista de vez.

O processo de mudança de hábitos não é fácil. Como já disse várias vezes, ele exige planejamento, foco e muita determinação.

O mais importante de tudo na hora de reeducar sua alimentação é se conscientizar de que está fazendo isso por você mesma, pela sua saúde e bem-estar – de ninguém mais!

Querer mudar é o segredo do sucesso para enfrentar desafios sem ficar criando desculpas ou obstáculos.

E, sim, combine alimentação saudável com atividade física. Os resultados vão ser bem mais rápidos, motivando você ainda mais a seguir firme e forte no plano. Sem contar na sensação indescritível de prazer ao liberar endorfinar depois de várias gotinhas de suor.

  • Site desenvolvido por Agência Vetta