instagramcustom

Blog Archives:

Crianças x atividade física: como conciliar?

Voltar à rotina de atividade física com a criançada não é tarefa fácil. Com foco e um bom planejamento, tudo dá certo!

Júlia retomou as atividades escolares e físicas esse mês. Na Bodytech, inclusive, tem o programa Superkids, no qual ela está fazendo três aulas  – Ballet, Circo e Natação – e mais o inglês lúdico, com o parceiro Greenwich, uma vez na semana.

A novidade para nós, mamães, é que agora a unidade da Bodytech, na Savassi, tem um espaço kids onde as crianças maiores de três anos podem ficar com um dos instrutores da academia enquanto a gente treina ou nos intervalos das aulas infantis. Júlia faz ballet e depois inglês e se diverte no espaço kids entre as atividades. Já eu aproveito para treinar, tomar banho e sair pronta para os meus compromissos profissionais.

As mamães que entram no trabalho desde cedo, também têm a opção de deixar a criança por lá. Caso ela já tenha idade para ficar sozinha, é claro.

Vale lembrar que nada disso funciona se não tivermos planejamento. Pararmos 30 minutinhos no dia anterior e preparar a agenda, contar com imprevistos, separar lanches, uniformes, e conversar com a criança para que tudo saia bem.

Quem não tem babá, uma rede de apoio ou academia com infraestrutura infantil também consegue conciliar treinos e os cuidados com a criançada. É só escolher uma academia com uma mensalidade que caiba no seu orçamento. Certamente deve ter uma mesinha para que seu filho possa fazer o Para-Casa ou usar o tablet enquanto você treina. Ou até opções de aulas infantis para matriculá-la, e assim incentivar a prática esportiva desde cedo.

Com um bom diálogo familiar e planejamento as coisas se encaixam melhor.

Treine com prazer!

Praticar esportes por obrigação é definitivamente muito chato. Sem contar que as chances de você desistir dos treinos logo no primeiro mês são gigantescas.

Também sei que pegar gosto pela atividade física pode ser difícil. Afinal de contas, exercício dói. E, às vezes, ficar no sofá é bem mais prazeroso do que gastar energia levantando peso e fazendo força. Quando você persiste, entretanto, acaba descobrindo o bem danado que umas gotinhas de suor podem fazer pela sua autoestima, saúde e disposição.

Por isso, hoje quero compartilhar com vocês algumas estratégias para transformar a atividade física em um hábito gostoso e indispensável na sua rotina.

Marque o horário do treino como se fosse um compromisso de trabalho. O meu é sempre pela manhã, logo quando acordo. Assim já começo o dia pronta para encarar o que vier pela frente.

Tudo fica muito mais prazeroso quando a gente escolhe algo que curte fazer. Não adianta nada levantar peso, sendo que você acha musculação entediante. Felizmente, são inúmeros os esportes disponíveis: natação, corrida, funcional, dança, crossfit, patins… Em meio à tanta coisa, você vai achar algo que curte muito fazer.

Escolher uma academia agradável, com bons profissionais e bem equipada, também é fundamental na hora de manter a motivação sempre em alta. Eu, por exemplo, amo a Bodytech e o clima do lugar. Sem contar que os profissionais são todos excelentes, criando programas específicos para as minhas necessidades.

Uma outra dica é aquecer seu treino com uma boa trilha sonora. A música faz com que nossas emoções respondam de um jeito bem mais favorável ao exercício. O resultado do seu esforço vai valer a pena. Com o tempo, você vai se sentir muito mais disposta.

As aulas fitness que estarão com tudo em 2018

Assim como na moda, no design e na decoração, o universo fitness também tem suas trends.

De olho nas apostas para o ano que vem, o Colégio Americano de Medicina Esportiva publicou o Top Worlwide Fitnesse Trends. A pesquisa, super esperada no meio, indica quais serão as 20 tendências do mercado fitness para 2018. As aulas coletivas e o HIIT ainda encabeçam a lista.

Existem, entretanto, outras modalidades e programas que estão em alta nas academias do mundo inteiro e, certamente, vão conquistar ainda mais espaço. Os resultados? Nossos treinos vão ficar ainda mais prazerosos.

  1. HIIT – Treino Intervalo de Alta Intensidade
  2. Aulas Coletivas
  3. Wearable technology: dispositivos que podem ser ‘vestidos’ e ajudam a monitorar desempenho.
  4. Body weigh training – Treinamento com Peso Corporal
  5. Strenght training – Treinamento de Força
  6. Educated certified
  7. Yoga
  8. Personal training
  9. Programas fitness para idosos
  10. Funcional
  11. Exercise and weight loss – Exercício para Perda de Peso
  12. Exercise and weight gain – Exercício para Ganho de Peso
  13. Personal training de grupo
  14. Atividades ao ar livre
  15. Flexibility and mobility rollers – Flexibilidade e Mobilidade
  16. Licensure for fitness professionals – Licenciamento para Profissionais Fitness
  17. Circuito
  18. Wellness coaching – Bem-Estar Coaching
  19. Core Training – Treinamento Básico
  20. Sport Specific Training – Treinamento Especial para o Esporte

Para quem quer investir em alguns desses programas ou modalidades, a minha dica é a Bodytech. Acompanhar as novas tendências e garantir a melhor experiência para nós, alunos, sempre esteve no DNA da academia.

Para 2018, o HIIT, novas aulas coletivas, o uso de wearables e os treinos de força e com o peso corporal estão entre as novidades da rede.

A importância do personal trainer

Seja para conquistar o corpo dos sonhos, evoluir nos treinos ou aumentar a força e a massa muscular, o profissional de educação física é um dos personagens fundamentais.

Detalhe: a orientação de um personal trainer não vale apenas para os treinos de musculação, mas também para as corridas e o pedal ao ar livre. Afinal de contas, todas essas atividades exigem esforço por parte da musculatura e articulações.

O acompanhamento de um profissional pode trazer resultados muito melhores e mais rápido. Listei os principais.

Mais segurança e menos lesão

É o professor de educação física quem vai indicar os exercícios e a intensidade adequados aos seus objetivos e condicionamento. Além, é claro, de corrigir as falhas de postura durante a execução das atividades. Com isso, as articulações e a musculatura não sofrem esforços excessivos e as chances de você se lesionar são ainda menores.

Melhora do desempenho e condicionamento

Um bom educador físico cria uma rotina de treinos com atividades que vão ajudar a melhorar sua força e funções cardiovasculares e respiratórias. Esse desenvolvimento é essencial, pois um pulmão e coração fortes influenciam diretamente nos seus resultados.

Adequação à meta desejada por você

Só o personal trainer é capaz de indicar os exercícios mais adequados para conquistar o corpo dos sonhos. Lembre-se: o que vale para sua melhor amiga, pode não ser o mais adequado pra você. Cada corpo, uma sentença.

Muito mais motivação

Quando o assunto é motivação, o educador físico colabora em dois aspectos. O primeiro é a capacidade de elaborar treinos diversificados para evitar a monotonia e a desmotivação. O outro diz respeito ao apoio psicológico. Quem nunca deixou de correr alguns metros a mais ou completar uma série na academia por falta de um empurrãozinho incentivador? O incentivo verbal é fundamental para mostrar que você capaz de superar seus limites.

Seus resultados serão concretos

Com a orientação de um profissional, você vai evoluir continuamente. É ele quem vai criar uma periodização dos treinos para você atingir sua metas ou traçar outras, ainda mais ousadas.

A supervisão de um educador físico é tão importante quanto se exercitar regularmente.

E mais: engana-se quem pensa que isso só vale se tiver um personal trainer. Se você quer começar a se exercitar, mas está sem grana para investir em um atendimento individualizado, lembre-se que as academias contam com instrutores qualificados, oferecendo cada vez menos fichas padrão.

Estou sem personal no momento, mas digo que estou bastante satisfeita com o atendimento que tenho tido na Bodytech.

Por isso, escolha a dedo onde vai malhar e não hesite em pedir ajuda e discutir com o instrutor sobre seus objetivos, metas e em caso de qualquer dorzinha ou incômodo, hein?

No mais, é só investir em uma alimentação recheada de comida de verdade e ter – muita – força de vontade e disciplina.

  • Site desenvolvido por Agência Vetta