instagramcustom

Categoria:

Coaching de Mães

Minha agenda é meu chefe!

Recentemente falei aqui no blog sobre uma sensação super comum na maioria das pessoas. Estamos sempre ocupados, e ainda assim não conseguimos cumprir todos os nossos compromissos. Falta tempo até para o lazer, para curtir a família, os filhos e amigos.

Hoje, compartilho com vocês algumas dicas para otimizar o tempo. Depois de bater muito a cabeça, aprendi que a agenda foi feita para ser cumprida. Assim, ao fim do dia, teremos certeza que está tudo bem e que as outras tarefas serão cumpridas na sequência. O que não vale nunca é procrastinar. Se tal compromisso só fica em pensamento, a chance de esquecermos dele é gigantesca! Tudo que é escrito gera muito mais compromisso e visualização da ação concluída.

À medida que nossa vida muda, nossos hábitos precisam ser modificados também. Só assim pra conseguir comportar todas as tarefas na agenda durante as 24 horas do dia.

Um hábito que mudei depois que Júlia nasceu foi deixar de ver TV à noite. Comecei a ficar mais tempo com ela, fazê-la dormir, preparar minhas refeições do dia seguinte, trabalhar (porque rendo mais à noite em certas coisas), checar as redes sociais, notícias ou ler umas páginas do livro. Às vezes até treinar à noite era uma opção. Juro! As novelas me ocupavam muito tempo! E só fui perceber isso depois que me tornei mãe.

Tem um exercício que adoro dar para minhas clientes de coaching: escrever o que fazem e o que gostariam de fazer em determinado horário. Muitas percebem que não substituem a tarefa, porque o piloto automático e a zona de conforto já se instalaram. Muita coisa pode ser mudada com médio ou pouco esforço. Basta enxergar o que aquela atividade está trazendo de perdas ou ganhos.

São várias dicas para uma agenda produtiva e eficaz. Se quiser saber mais envie um email para [contato@vidaposparto.com] e agende sua sessão.

Coaching de Mães para Mães

Quando a sessão de Coaching é para um coach do mesmo segmento de mães?

Eu achei o máximo poder apoiar uma mãe que quer seguir apoiando outras mães assim como eu.

A maioria das mamães que me procuram querem resgatar a autoestima perdida após o parto. A maternidade pode acarretar na falta de cuidado consigo mesma devido à dedicação ao filho, novas preocupações e várias outras tarefas na rotina.

Aquela mulher que tinha tempo para si mesma e para o companheiro, ia ao salão nos intervalos do trabalho e saía com as amigas à noite, agora se divide em mil e usa seus horários livres na agenda para cuidar do filho. Com amor e prazer, é claro, mas muitas vezes, ela se sente angustiada por não entender e adaptar tão rápido às mudanças que a vida pede.

O Coaching para Mães apoia essa mulher que deseja alcançar o que deseja, mas não consegue, que procrastina por não ter energia ou por dúvida do que realmente deseja após tantas mudanças em sua vida.

Atender a Karine que apoia mães no casamento após a maternidade foi enriquecedor. Saber que não somos professoras de vida nem sabemos mais que ninguém. Muito pelo contrário, aprendemos umas com as outras e nos apoiamos na caminhada da vida.

E o coach veio para questionar, para dar aquela chacoalhada nas coisas e apontar o que não está nos fazendo bem. Pensar e repensar no que pode ser feito e ter coragem para mudar. Ação muita ação para o que talvez esteja parado ou para aquilo que nem sabemos que podia ser feito, porque estamos imersas nas eternas e costumeiras justificativas que damos à vida.

Tem poder quem age. Um grão por dia. No final teremos uma semana, um mês, um ano cheio de realizações e pontos finais.

Antes de reclamar, aponte o dedo pra você

Temos o péssimo hábito de reclamar, não é mesmo? Reclamos do vizinho, do colega de trabalho, do marido (ou namorada), da professora da escola, da pós-graduação, de não termos o corpo perfeito ou de faltar força de vontade para ir à academia.

Muitas vezes reclamamos sem nem pensar, mas pelo simples fato de repetir padrões que nos foram ensinados.

Você já parou para pensar que o problema talvez esteja com você mesma? Se as coisas não andam rendendo conforme gostaria, pode ser por falta de auto responsabilidade e determinação.

A proposta que faço hoje para vocês é diferente: a análise inversa. Antes de transferir a culpa das suas frustrações para pessoas ou situações, que tal observar o seu comportamento?

Em um relacionamento amoroso, por exemplo, quando foi a última vez que parou para escutar o seu parceiro de verdade? Há quanto tempo vocês não saem para jantar ou curtir um programa a dois prazeroso? O mesmo vale para o trabalho. Se você anda reclamando que não conquista mais espaço em seu emprego, talvez seja porque já não execute suas tarefas com tanto tesão mais.

O mesmo vale pra ter um corpo mais bonito ou saudável. Se vive caindo nas tentações gastronômicas, pode ser por excesso de autossabotagem: “Hoje eu comi pra descontar minha raiva, TPM ou pra comemorar uma conquista. Amanhã volto com força total.”

O desafio de hoje é tomar consciência das suas ações. O dedo tem que virar para você mesma, antes mesmo de reclamar do outro. E aí: o que você tem feito para mudar antes de reclamar?

O Coaching te ajuda nessa. Agende uma sessão. [contato@vidaposparto.com ou envie direct com suas perguntas]

Você tem fé? Não estou falando de religião!

Não mesmo. Religião não é para todo mundo, mas fé eu creio que sim.

Todo mundo tem fé em alguma coisa. Fé em fechar seus negócios e bater a meta no final do mês. Fé em arrumar um emprego. Em ver seu amor feliz. Seu filho passsar de ano. Fé em engravidar. Fé em ter paz nos encontros familiares. Fé em Buda, Jesus ou até em ser ateu.

Fé é acreditar. Acreditar é sobrevivência. Se não acreditamos não abrimos os olhos pela manhã e não damos o primeiro passo. Acreditar em você mesmo. Essa sim é a fé primordial, é acreditar que você, é capaz.

Acreditar no outro também é uma coisa maravilhosa. Afinal não fazemos muita coisa sozinhos, ou sem o apoio, que seja emocional, de alguém que confiamos ou amamos. Bom ter fé, não é?

VPP Entrevista: Dr. Rodrigo Almada

O Vida Pós Parto na CDL FM 102.9 conversou hoje com o Dr. Rodrigo Almada, dentista especialista em Ortodontia proprietário de duas clínicas em BH, uma no Lourdes e outra na Floresta.

VPP: Conta pra gente: a única forma de alinhar os dentes continua sendo com aqueles aparelhos fixos tradicionais de borrachinhas? Eu mesma usei eles por anos.

Dr. Rodrigo Almada: Não! Hoje em dia existe uma forma muito mais estética, confortável e previsível, que é o sistema de alinhadores dentários Invisalign, considerado o melhor aparelho ortodôntico do mundo. Este aparelho é um conjunto de plaquinhas transparentes, individualizadas, de um material chamado poliuretano. Elas são fabricadas nos Estados Unidos, através de um software muito avançado no qual nós conseguimos fazer o mesmo movimento dentário que o aparelho fixo faria e em muitos casos até mesmo melhor, obtendo excelentes resultados.

VPP: E o aparelho Invisalign só corrige desalinhamentos dentários simples?

Dr. Rodrigo Almada: A resposta também é não. Ele trata os mesmos problemas que o aparelho fixo, desde os mais simples até os mais complexos. Com a vantagem que você mantém seu ritmo normal de vida, pois ele permite uma higienização dentária normal, uma alimentação também normal, e é praticamente indolor. Além disso, o tempo de tratamento é menor se comparado com o aparelho fixo.

VPP: O clareamento dentário é bastante utilizado. Virou até motivo de críticas o excesso em que as pessoas buscam por estes tratamentos. Esclarece pra gente, o clareamento, as Facetas de porcelana e as Lentes de contato dental são soluções boas para corrigir a estética dentária?

Dr. Rodrigo Almada: Sim, são procedimentos muito seguros. Quando realizados por um bom profissional reestabelecem a forma, a cor e o sorriso, já que muitas vezes não é só o desalinhamento dentário que causa uma alteração estética. Além disso, estes procedimentos rejuvenescem a face, já que os desgastes dentários e a alteração de cor dos dentes que ocorrem durante a vida, dão uma aparência de um sorriso envelhecido e descuidado.

Socorro! Não consigo cumprir a agenda

E agora? A maioria das pessoas que conheço vivem ocupadas, correndo para sair de casa, não sentam nem para tomar café com a família. Estão sempre sem tempo para almoçar com calma, vivem digitando, não se olham nos olhos no trabalho… Em casa, mal têm tempo de ficar no sofá e ver um filme inteiro.

Vivem a ansiedade de segunda-feira, aguardando ansiosamente o final de semana, prometendo que terão mais tempo de qualidade. Chega o domingo à noite e é a mesma reclamação de sempre: o tempo foi curto!

Será que as 24 horas estão passando mais depressa mesmo ou somos nós que não estamos administrando bem o nosso tempo? E quando aparece uma brecha no dia para por a perna pra cima, achamos que o ócio é perda de tempo, nos sentimos culpados e arrumamos logo algo para fazer da lista interminável de afazeres.

No processo de Coaching aprendemos a fazer a agenda. Para que ela funcione e seja útil, temos que identificar as tarefas que são delegáveis e aprender a delegar – outro ponto super importante no Coaching.

Delegar é algo que aprendemos e começa com a prática de dizer “não” aquilo que não queremos, mas fazemos por achar que devemos ou porque um outro alguém espera isso da gente. Depois de entender as tarefas delegáveis, identificamos as importantes, as urgentes e as desnecessárias, que podem ser excluídas de vez da nossa rotina, mas que o piloto automático não deixa.

A parte mais importante desse processo todo é visualizar a nossa agenda de um jeito criativo. Colorir de cores diferentes cada papel que exercemos na nossa rotina: mãe, mulher, esposa, filha, profissional. Depois de completa, é só deixar 3 blocos de 30 minutos para atrasos e surpresas que aparecerem ao longo do dia.

São várias dicas para uma agenda produtiva e eficaz. Se quiser saber mais envie um email para [contato@vidaposparto.com] e agende sua sessão.

De volta à rotina

Depois de mais de 20 dias nos EUA, acabo de chegar de viagem. É hora de voltar à rotina: meus atendimentos de coaching, treinos e alimentação. O mais legal de tudo é que nada disso pra mim é um martírio (exceto a saudade de deixar pra trás quem a gente ama, né?).

Incorporar uma alimentação saudável e com exceções devidamente planejadas é, certamente, um dos maiores segredos.

Durante as férias, vivi como uma moradora de Fort Worth sem deixar de lado meus hábitos. É óbvio que desencanei e dei minhas escapulidas: comi doces, chocolates, bebi cerveja, vinho e outros drinks. Isso é natural, faz parte da vida. E claro: é bem saboroso!

Jamais larguei mão, entretanto, daquilo que me faz bem e feliz: atividades físicas e comida de verdade. Aprendi a amar a minha rotina alimentar. Posso levar uma parte dela a qualquer lugar que for, e curto muito voltar a ela integralmente. Isso porque tudo é muito simples, saudável, sem restrições e muito prazerosa. Do contrário, as chances de voltar ao foco depois de tantos dias de férias, seriam quase nulas. Impossível mesmo!

Quando mudei meus hábitos, descobri o quanto preparar comida de verdade pode ser saboroso. Misturar cores, gostos e aromas diferentes é ótimo exercício de criatividade. Além disso, é uma das melhores coisas que posso fazer para minha mente e saúde. Detesto a sensação de desconforto de comer mal, de ver meu corpo inchado e inflamado pelo excesso de industrializados.

Um outro detalhe super importante de ter incorporado um estilo de vida saudável e entender a importância de tudo isso é que agora não preciso passar dias tomando sucos detox, jejuando ou qualquer outra estratégia extremista, que ia acabar colocando minha saúde em risco. E mais: me deixando compulsiva depois!

Exagerei um pouquinho? É só dar uma dedicada maior aos treinos e reduzir as exceções.

Autoestima e Coragem

E agora? Quem vem primeiro: o ovo ou a galinha? A Autoestima ou a coragem ?

A autoestima e a coragem estão ligadas. Se nossa autoestima está baixa, não temos coragem de dar o primeiro passo em busca do que queremos. Só que também precisamos de coragem para elevar a autoestima baixa. Seja procurando ajuda, apoio profissional, ou até mesmo começar a nos cuidar sozinhas.

Dia a dia, desde a hora em que o despertador toca e você começa a não usar os três sonecas que usava antes até aqueles 60 minutos que você separava para ver um programa de TV que não  acrescentava nada e ainda te colocava com um pote de biscoito na mão sem perceber e hoje você usa estes 60 minutos para ir a academia e sair de lá sabendo que fez o melhor por você mesma.

Não é fácil decidir acordar sem soneca naquela energia, ter de fazer o que deve ser feito como mãe e mulher e ainda resgatar a autoestima que está lá no andar de baixo. É preciso coragem pra cuidar de si mesma. Coragem para assumir o que se quer. Coragem para se comunicar, e para alcançar os últimos degraus da autoestima e da coragem. Ambas andam de mãos dadas.

E se der medo, que vai dar. E se der vontade de desistir, que vai dar. E se ainda assim você arrumar uma justificava, a famosa “historinha” que você conta a si mesma, que vai rolar, faz uma coisa? Olhe no espelho, mesmo que com vergonha de toda sabotagem que vem fazendo com você mesma, e dê um “chega pra lá”. Olhe pra você! Aponte tudo aquilo que precisa mudar por dentro e por fora. Se olhe! O encontro com você mesma é necessário. E assim você vai ter coragem!

O Coaching te ajuda nessa. Agende uma consulta. [contato@vidaposparto.com ou envie direct com suas perguntas]

Compras Brasil x EUA: O que vale comprar por aqui?

Quem está de malas prontas para os Estados Unidos nessas férias e quer fazer algumas comprinhas, é hora de ficar ligado nos itens que ainda compensam ser adquiridos por aqui.

Apesar das constantes oscilações do dólar, ainda vale a pena comprar cosméticos, roupas, eletrodomésticos e até enxoval de bebê.

Produtos de beleza e cosméticos

Se você assim como eu, ama maquiagem e produtos de beleza, os Estados Unidos ainda é o paraíso. Shampoos, condicionadores de cabelo, cremes para o corpo são os campeões da economia. Quando o assunto é maquiagem, vale a pena comprar máscaras para os cílios, blushs, sombras e batons. Walmart, CVS, Macys, Ulta, Century21, Sephora e, é claro, MAC são as melhores lojas para comprar. A Sephora, inclusive, tem sua própria linha de maquiagem com preços mais baratos em comparação com as lojas físicas no Brasil.

Perfumes

O Brasil é o maior consumidor de perfumes do mundo! Mas os preços dos perfumes importados ainda são muito caros. Por isso, mesmo com o dólar em alta, é mais vantajoso comprar por aqui. Fica a dica: o Duty Free nos aeroportos dos EUA têm preços melhores que as lojas americanas. Apesar disso, no Walmart e em lojas de departamentos como a Macys, várias marcas são mais baratas que no Brasil.

Suplementos e Vitaminas

Os Estados Unidos são campeões em vendas desses produtos. Assim, tanto a variedade e os preços são incomparáveis com qualquer outro lugar do mundo. O Walmart têm prateleiras lotadas desses produtos que a gente tanto ama: barras de proteína, whey, BCAA, pré-treino, colágeno… É produto que não acaba mais!

Roupas

Você encontra roupas para todos os gostos e idades com preços excelentes por aqui. Quem ama Nike ou Levi’s vai delirar. E os adeptos da atividade física também. São diversos peças diferentes de treino, que a gente fica até meio perdida na hora de comprar.

Detalhe: se tem espaço sobrando na mala, vale a pena comprar artigos de cama, mesa e banho. Os preços também são bem competitivos.

Eletrônicos

Apple, Walmart, BestBuy são lugares certos para comprar esse tipo de produto. A BestBuy é onde há os melhores descontos. Para os fãs da Apple, a loja tem preços MUITO melhores que as lojas no Brasil. Se você tem um endereço para entrega nos Estados Unidos, é possível conseguir grandes descontos no Amazon.com para GoPro e PlayStation. Curtiu?

Nesse site, você confere uma tabela comparativa de alguns produtos no Brasil e EUA.

  • Site desenvolvido por Agência Vetta