instagramcustom

Ter um propósito vale muito mais que o dinheiro quando o assunto é trabalho

outubro 4, 2017

Recentemente, a BBC publicou uma matéria – simplesmente sensacional – em que trazia alguns exemplos de empresas que colocaram a felicidade dos funcionários em primeiro plano. É isso mesmo que você leu: muito mais que o lucro, a prioridade é garantir o bem-estar dos empregados.

Isso tudo tem uma justificativa: pessoas felizes são muito mais produtivas. Ou seja, muito mais que idealismo, os sorrisos no ambiente corporativo acabam fazendo bem para o rendimento da companhia.

A relação é comprovada, inclusive, com pesquisas no assunto. Um estudo de 2014, por exemplo, sugere que pessoas mais felizes são entre 7% e 12% mais produtivas no trabalho.

Por outro lado, uma pesquisa britânica realizada no ano passado convidou várias pessoas a classificarem a sensação de bem estar em diferentes atividades ao longo do dia. Entre 39 opções, a que proporcionava maior satisfação era “fazer amor”, seguida de “ir ao teatro ou um show”. Trabalho pago apareceu em penúltimo lugar. Pasmem: uma posição acima de ficar doente de cama.

É por isso que as pessoas, cada vez mais, mudam de emprego. Elas não se sentem felizes em seus trabalhos. E isso tudo por não terem um propósito. Foi exatamente isso o que me motivou a seguir uma carreira independente. O meu antigo trabalho não me deixava feliz. Além disso, eu sentia que tinha muito mais a oferecer ao compartilhar a minha história e, assim, ajudar as outras mamães a organizarem suas vidas após o parto, em busca de uma vida muito mais plena.

O contexto em que vivemos também tem alterado a nossa relação com o trabalho. O aumento da expectativa de vida, somado à uma idade de aposentadoria mais tardia têm motivado as pessoas a fazerem algo que realmente dê impacto.

O objetivo é fazer a diferença na sociedade e deixá-la muito mais sustentável. As pessoas querem que o mundo seja um lugar melhor. Nesse sentido, o salário é bem menos importante do que a felicidade. E ser feliz no trabalho envolve aprender coisas novas, ter autonomia e, sobretudo, transformar a vida das pessoas.

O bem-estar é fundamental. Assim como você tem que procurar a atividade física que te dê mais prazer, ficar ao lado de pessoas que te motivem, o trabalho também tem que ser algo que você curta fazer.

Está em dúvidas sobre qual caminho seguir? Tem medo de arriscar fazendo aquilo que tanto ama? O programa de Coaching do Vida Pós Parto vai te apoiar nesse processo, fazendo com que você se conheça melhor e elimine tudo aquilo que impede a sua evolução.

Leave a Reply

  • Site desenvolvido por Agência Vetta