instagramcustom

Dicas para você começar a empreender

agosto 23, 2017

Tenho falado bastante aqui no blog sobre empreendedorismo materno e as vantagens de comandar um negócio próprio. Dentre elas, a necessidade de ganhar um dinheiro extra e, sobretudo, ter mais flexibilidade para curtir e acompanhar o crescimento dos filhos.

Para você ter uma ideia, nos últimos 14 anos, a quantidade de empresárias cresceu 34%, segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Em 2014, o País tinha 7,9 milhões de empresárias.

Se você tem um talento especial, deseja transformá-lo em fonte de renda, mas não sabe muito bem por onde começar, ótimo: esse post é para você!

É preciso deixar claro que empreender é um negócio estratégico. Não basta apenas ter vontade, e começar de qualquer jeito. É preciso muito planejamento e uma dose generosa de dedicação. Por isso, compartilho algumas dicas minhas e outras de experts no assunto para quem é empreendedora de primeira viagem começar o negócio com o pé direito.

O que dizem os especialistas

Planejamento é tudo!
Pesquise o mercado que deseja atuar e estude o que todos os concorrentes estão fazendo. Depois, é hora de listar tudo aquilo que vai precisar investir, e claro quais serão seus objetivos. Para quem vai trabalhar com venda de produtos é ideal definir quanto vai precisar produzir e vender para alcançar a meta estipulada.

A organização financeira é essencial
Liste todos os gastos que vai ter com o seu negócio e tenha uma conta jurídica, separada da sua pessoal. Não confunda faturamento com lucro, hein? O faturamento é a soma de tudo o que ganhou com o seu trabalho. O lucro é esse valor menos o que você tirou para para arcar com os custos de produção.
E nada de gastar todo o seu lucro. É bom contar com um dinheiro em caixa para garantir o pagamento de todas as contas em dia, até em meses mais parados.

Formalize o seu negócio
Sim! É preciso abrir uma empresa para tocar algo próprio. Se a expectativa de lucro anual for baixa, você pode virar MEI. Caso contrário, é necessário abrir uma empresa. Mas nada que um bom contador ou advogado não resolva pra você. Abrir uma empresa é bem menos burocrático que você imagina, e ainda oferece diversas vantagens, sobretudo, juros mais baixos para investir.

A minha experiência como empreendedora

Empreender é mais que um hobby
Criar um negócio próprio exige dedicação, e muita (mas muita mesmo!) persistência. Uma empresa não vira de uma hora pra outra. Saiba que você vai ter que trabalhar muito para alcançar o sucesso esperado. Às vezes, até mais que um emprego com carteira assinada. Posso afirmar, entretanto que vale a pena! O prazer de fazer algo que gostamos é indescritível!

Aprenda sempre!
Faça cursos, converse com as pessoas, observe o mercado. As empreendedoras de maior sucesso que eu conheço são aquelas que estudam e estão sempre prontas a aprender com as experiências dos outros.

Divulgue-se
Faça cartões de visita, crie perfis nas redes sociais, monte um site, escreva um blog e mostre o quanto é expert naquilo com o que trabalha. Enfim, se mostre e deixe que o mundo te conheça!

Invista nos relacionamentos
Conheça pessoas, faça networking. Criar relacionamentos é essencial para construir parcerias, abrir novas portas, fortalecer o negócio, indicar fornecedores e clientes em potencial e até criar novos projetos incríveis. A jornada fica mais leve e prazerosa quando compartilhada com alguém. Eu, por exemplo, adoro conhecer e conversar com as pessoas, o que me ajuda muito. Você faz doces e salgadinhos para festas? Crie parceria com quem cuida da decoração e troque clientes entre si.

Leave a Reply

  • Site desenvolvido por Agência Vetta