instagramcustom

20 perguntas mais legais do que “Como foi o seu dia hoje?”

falei várias vezes sobre a importância de ficarmos mais perto dos nossos filhotes. Hoje quero compartilhar com vocês, mamães, algumas dicas que andei lendo recentemente sobre o diálogo com nossos pequenos.

Existem jeitos muito mais legais de iniciarmos uma conversa com a criançada do que a clássica – e óbvia: “Como foi o seu dia hoje?”.

1. O que te fez ficar feliz hoje?
2. Você viu algum coleguinha fazendo alguma coisa ruim? O quê?
3. Qual a brincadeira preferida dos seus amiguinhos na hora do recreio?
4. Alguém precisou da sua ajuda hoje? Como foi poder colaborar?
5. Com quem você se sentou na hora do recreio?
6. Teve alguma lição que você não entendeu muito bem?
7. Você curtiu a merenda? Do que mais gostou? Do que não gostou?
8. Você dividiu seu lanche com alguém? Alguém dividiu com você?
9. Qual a regra tem sido mais difícil cumprir na escola?
10. Tem alguma coisa te preocupando que você gostaria de compartilhar comigo?
11. Do que você mais gostou de aprender hoje?
12. Mostre alguma coisa que eu não sei.
13. Alguém levou bronca da professora?
14. Você fez perguntas para a sua professora? O quê?
15. Do que você mais gosta na escola?
16. E do que menos gosta?
17. O que faz você se sentir orgulhosa de si mesma?
18. Algum coleguinha chorou? Por quê?
19. Alguém fez algo muito hoje, que você tenha ficado super admirada?
20. Se você pudesse mudar alguma coisa no dia de hoje, o que seria?

Já pensou que nem toda criança gosta de responder como foi o dia na escola. Ou ainda que se você perguntar sempre a mesma coisa vai obter a mesma resposta sem graça e emoção?

Comecei a fazer essas perguntas para a Júlia recentemente e o resultado tem sido surpreendente. Muito mais empolgante e estimulante tanto para ela quanto para mim, que estou descobrindo coisas ótimas dela.

Esse é só um guia para você exercitar com seu filho, mas as possibilidades são infinitas e as respostas incríveis. É só usar um pouquinho da sua criatividade. E sim: não existe hora e nem lugar para iniciar uma conversa. Pode ser depois da escolinha, da natação, do balé, na hora do almoço ou do jantar. O que vale é dialogar e, sobretudo, se interessar pela vida do seu pequeno.

Leave a Reply

  • Site desenvolvido por Agência Vetta